No Itamaraty, um diplomata merecedor do honroso legado de coragem do mártir Sérgio Vieira De Mello

svdm

O nome dele: Eduardo SABÓIA, diplomata brasileiro, daquele famoso Itamaraty, o Ministério de Relações Externas do Brasil, que produz os melhores diplomatas do Mundo. Conheci o pai dele o Embaixador Gilberto Sabóia, diplomata agora jubilado, que foi o Representante do Brasil em Genebra durante muitos anos. Um senhor alto, magro, muito reservado, discreto. Assim me lembro dele e me lembro como ele esteve sempre do lado da nossa luta pelos direitos humanos, pela vida, pela dignidade.

Assim quando ouvi falar sobre o incidente envolvendo um diplomata Brasileiro de nome Saboia, que em plena noite e de muita chuva, assumindo riscos, resgatou um político Boliviano, refugiado na Embaixada do Brasil em La Paz durante 450 dias, transportado-o para A Terra de Ipiranga, esse grande Brasil, pensei que seria alguém relacionado com aquele Embaixador alto, magro, elegante, discreto, simples que conheci. Vim a saber que era filho.

Não conheço os detalhes do antecedente, isto e, o dossier do senador Boliviano. Mas sei que o Brasil não recebe ninguém na Embaixada sem justa causa, sendo os Brasileiros tão prudentes, muito meticulosos como sempre são na gestão de dossiers complexos e delicados.

A coragem do diplomata Eduardo Sabóia fez-me lembrar o Cônsul Português Sousa Mendes, em Bordéus, França, o qual com extraordinária coragem salvou a vida de 30 mil Judeus durante o período da II Grande Guerra, emitindo-lhes passaportes contra as instruções do ditador provinciano Oliveira Salazar.

Eduardo Sabóia revela ser um continuador corajoso do legado de coragem do Mártir Brasileiro, Mártir da ONU, Sérgio Vieira De Mello, cuja morte ha 10 anos num atentado terrorista em Bagdade, nos celebramos no Rio no dia 19 de Agosto.

Jose Ramos-Horta
Prémio Nobel de Paz
Presidente da República, Timor-Leste (2007-2012)
Primeiro Ministro e Ministro de Defesa (2006-2007)
Ministro de Relações Externas (2001-2006)

Facebook Twitter Email

2 thoughts on “No Itamaraty, um diplomata merecedor do honroso legado de coragem do mártir Sérgio Vieira De Mello

  1. Eduardo Saboia

    Excelentíssimo Senhor Presidente,

    Quero agradecer-lhe as palavras generosas que publicou sobre o meu caso. É para mim uma grande honra.

    Tenho profundo respeito e admiração pela luta de Vossa Excelência em prol da liberação do povo timorense e dos direitos humanos.

    Para a felicidade de todos nós, esses ideais continuam guiando os passos de Vossa Excelência, agora na árdua função que lhe foi confiada pelas Nações Unidas em Guiné-Bissau, país sofrido, que tive a oportunidade de visitar duas vezes.

    Desejo-lhe muito êxito nessas funções e coloco-me humildemente à sua inteira disposição caso possa de alguma forma ser-lhe de alguma utilidade.

    Receba Vossa Excelência meus melhores cumprimentos,

    Eduardo Saboia

    Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>